João Távora | sobretudo desenho

João Távora Lisboa, 1981 (joaotavora (at) gmail.com)

Educação

2019, Mestrado em Pintura, FBAUL, Lisboa

2016, Licenciatura em Desenho, FBAUL, Lisboa

2005, Engenharia Electrotécnica, IST, Lisboa

Exposições individuais

2019, A burning thing, Lisboa, Galeria Monumental

2018, Bonus Dormitat Homerus, Lisboa, Espaço ECM

2018, O sorriso sem gato, Tavira, Casa das Artes

Exposições colectivas

2020, Mostra 2020, 5ª edição, Lisboa

2019, Drawing Room, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa

2019, Desenhos em construção, FBAUL/Galeria da JFSMM , Lisboa

2018, XX Bienal de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira

2018, JustMAD Art Fair (Galeria Monumental), Madrid, Epanha

2017, Oblíquos, ISEG Lisbon School of Economics, Lisboa

2017, Paula Rego Drawing Prize (seleçcão), Casa das Histórias, Cascais

2016, Paula Rego Drawing Prize (menção honrosa), Cascais

***

Um desenho é juntamente uma coisa mundana e uma coisa insólita. É mundano porque encontramos desenhos minúsculos em guardanapos de papel e encontramos desenhos gigantescos na parede da sala, como os feitos silenciosamente por uma criança quando estávamos distraídos. Um desenho pode retratar um cena mitológica, uma trivialidade burlesca, ou nada de especial.

Porquê insólito? Um desenho pode certamente ter um antecedente narrativo, mas também contém nele um tempo diferente dessa narração, o seu próprio tempo. Um tempo irrazoavelmente vasto, mesmo mais vasto do que o tempo do seu próprio fazer: uma espécie de presente perpétuo. Num desenho vivem os escombros do assalto contínuo ao papel, as formas e manchas inscritas não apenas sobre ele, mas por ele adentro. No fim, por mais massacrado que seja esse desenho, pareça ou não acabado, a última marca é sempre a de ter sido abandonado.

São todos esses azares, ancorados precariamente na finura do papel, que nos fitam misteriosamente de volta.

João Távora, 2016/2020 (Adaptação de tetxo apresentado à exposição de desenho na Casa das Histórias (Museu Paula Rego) em Cascais, a propósito das “evidências narrativas” do desenho selecionado.)